Quarta-feira
21 de Agosto de 2019 - 
HONESTIDADE E ÉTICA

Servidores do Tribunal de Justiça se solidarizam para construção do Hospital de Amor de Palmas

“Sou agradecida e me sinto curada; para mim é muito gratificante estar viva para poder pedir a ajuda de vocês”. Foi com uma fala emocionada, repleta de gratidão, que a servidora do Judiciário Elody Brito, que já teve câncer de mama, pediu a doação dos colegas de trabalho para a construção do Hospital de Amor do Tocantins. Em um momento de mobilização realizado na tarde desta terça-feira (11/6), no auditório do Tribunal de Justiça do Tocantins, voluntários do Hospital apresentaram os detalhes do projeto e sensibilizaram os participantes. Na ocasião, o presidente do TJTO, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, reafirmou o compromisso do Judiciário com a causa e a importância do engajamento de todos para a construção da unidade de Palmas do Hospital de Amor. “Somos parceiros dessa grande obra que vai trazer conforto e esperança para muitas famílias. Mas é preciso se engajar de fato, com atitude, se compadecendo pela situação difícil dessas famílias. Essa responsabilidade também é nossa”, afirmou o desembargador. “O amor é o que nos une e nos faz mais solidário, essa causa faz parte da minha vida e nós tocantinenses precisamos estar unidos, pois essa é uma obra de todos”, complementou a voluntária Virgínia Andrade, que fez o convite ao TJ para abraçar a causa. “Atualmente nós encaminhamos 805 pacientes do Tocantins para o Hospital de Amor de Barretos, e quando estivermos funcionando, vamos acolher essas pessoas também”, frisou a esposa do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Antonio Andrade. O coordenador de Gestão Estratégica, Estatística e Projetos do TJTO, Wallson Brito da Silva, ficou comovido com a causa. Ele, que já foi acometido pelo câncer, ressaltou a importância das doações. “Eu sou abençoado, deu tudo certo no meu tratamento, peço a vocês que ajudem, é importante a sua doação, pois muitas pessoas não tem a oportunidade de se tratar”, disse. Doações O coordenador do Hospital de Amor, Leonel Dias, destacou que qualquer doação é bem-vinda e as contribuições podem ser feitas de persas maneiras. Além do depósito bancário e da doação por incentivo fiscal, os interessados podem adotar um cofrinho para recolher valores em moedas e, no dia 28 de junho, um baile será realizado com renda destinada ao hospital. A festa está marcada para 21 horas, no Clube da Asleto, em Palmas. “Temos persas formas de doação, peço que façam as doações de vocês, essa causa é nossa”, ressaltou. Para os servidores do Poder Judiciário, também é possível realizar as doações por meio do portal e-Gesp. Basta autorizar o desconto em folha do valor da doação (em uma única parcela ou doações mensais). A adesão deverá ser feita pelo Sistema Integrado de Gestão de Pessoas (e-Gesp), no módulo Doação Hospital do Câncer. “Cada um de nós é uma sementinha para essa grande obra, e nós podemos amar fazendo uma doação, estamos aqui com essa responsabilidade de ajudar o outro, essa é a oportunidade para todos serem úteis na vida de alguém”, ponderou a juíza auxiliar da Presidência do TJTO Rosa Maria Gazire Rossi. Dados para doação - Fundação Pio XII. Banco Bradesco (agência 2397-3 / conta 68790-1). Banco do Brasil (agência 3371-5 / conta 5810-6).   [
11/06/2019 (00:00)
Visitas no site:  57253
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia